volume II - 2008
número 3

   O melhor tipo de mito trágico [traduzido]
[original]
Malcolm Heath

   A arte de curar na cura pela arte: ainda a catarse
Henrique Cairus

   Zoologia da composição
Fernando Muniz

   Poetas e filósofos segundo Aristóteles
Luisa Buarque

   Catarse na tragédia grega
Izabela Bocayuva

   O método analítico e o método dialético na Poética de Aristóteles
Fernando Gazoni

   A ópsis na poesia dramática segundo a Poética de Aristóteles
Greice Kibuuka

   O tempo da tragédia
Felipe Gonçalves Pinto

   A harmatia aristotélica e a tragédia grega
Filomena Hirata

Veja mais artigos

apresentação

O VOLUME dois, em dois NÚMEROS (três e quatro), apresenta, além de artigos livremente submetidos ao conselho editorial, algumas das conferências apresentadas no Seminário Nacional OUSIA de Estudos Clássicos : A Poética de Aristóteles, realizado no Rio de Janeiro em 2007 (N.3) e no II Simpósio Internacional OUSIA de Estudos Clássicos : A Poética das Emoções, realizado no Rio de Janeiro em 2008. Os eventos foram realizados pelos laboratórios OUSIA (filosofia) e PROAERA (letras) da UFRJ.

O número 4 do volume 2 reúne artigos com leituras originais (heterodoxas até) dos diálogos de Platão. O artigo de Giovanni Casertano resulta de um curso oferecido no PPGF-UFRJ em agosto de 2008 e abre a temática desta edição: PLATÃO, a RETÓRICA e a POÉTICA.

Inauguramos, neste número 4, a seção de debates: Dissoi Logoi, referência à anônima coletânea de discursos duplos, com a polêmica sobre a(s) identidade(s) de Antifonte. Para celebrar o surgimento da sessão, brindamos os leitores com a inédita tradução dos Dissoi Logoi feita pelo Laboratório de Tradução de Textos Clássicos do Núcleo de Filosofia Antiga da Universidade Federal de Santa Catarina.

 

 

número 4

   A verdade platônica entre lógica e páthos
Giovanni Casertano

   Como anistiar o poeta exilado por Sócrates?
Fernando Santoro

   Sócrates versus Górgias
Aldo Dinucci

   Poesia e filosofia em Platão: a noção de entusiasmo poético
Paulo Pinheiro

   Platão e o discurso dos políticos: o Menexeno.
Caia Fitipaldi

   O Fedro e a escrita
Marcus Reis Pinheiro

dissoi logoi

   Antifonte, o sofista : a noção de arrythmiston
Paulo Oneto

   Um Antifonte múltiplo
Luís Felipe Bellintani RibeiroVeja mais artigos

resenhas

   Guilherme Veiga: Teatro e teoria na Grécia antiga
Susana de Castro

Veja mais resenhas

traduções

   Discursos Duplos
Adiel Mittmann, Dante Carvalho Targa e Luís Felipe Bellintani Ribeiro

   Poética de Aristóteles
Fernando Gazoni

Veja mais obras

homenagem

Este número é dedicado à memória do amigo, músico e filósofo Guilherme Veiga 1967-2008.

 
 

Tradução: Poética de Aristóteles

Tradução e comentários por
Fernando Gazoni

Ainda Falemos da arte poética, dela mesma e de suas espécies, que capacidade cada espécie tem, do arranjo que devem ter os enredos se há de ser exitosa a produção poética, e ainda de quantas e quais são as partes dela, assim como de tudo mais que diga respeito à mesma pesquisa, começando, conforme à natureza, primeiro pelas coisas primeiras. De fato, a composição épica, bem como a composição da tragédia, e ainda a comédia, a arte do ditirambo e a maior parte da aulética e da citarística, todas são, no geral, mímeses. Diferem entre si de três maneiras, ou por realizar a mímese em meios diferentes, ou por realizar a mímese de coisas diferentes, ou por realizá-la diferentemente, isto é, não do mesmo modo.

Pois assim como uns mimetizam muitas coisas colocando-as em imagem por meio de cores e figuras (uns por técnica, outros por hábito), e outros por meio da voz, assim também se dá nas artes mencionadas: todas efetuam a mímese por meio do ritmo, da palavra e da melodia, usados separadamente ou misturados. Por exemplo, fazem uso apenas da melodia e do ritmo a aulética e a citarística, e alguma outra que seja assim quanto à potência, como a arte da siringe, enquanto a arte dos dançarinos imita por meio do ritmo mesmo, separado da melodia (pois eles, de fato, dando forma figurada aos ritmos, mimetizam caráter, afecções e ações).

 

 
  Continua...    Veja mais traducoes  
 
Anais de Filosofia Clássica
fsantoro@matrix.com.br
21 2224.6379
Desenvolvido pela Manufato Marketing Online e Design
notícias

Próxima chamada para Publicações

Os interessados devem enviar os trabalhos de acordo com as normas apresentadas neste sítio.
Veja mais detalhes
XVII Congresso Nacional de Estudos Clássicos
Amizade e prazer no Mundo Antigo 21 a 25 de setembro de 2009 Natal, RN, Brasil.
Veja mais detalhes
III Seminário de Filosofia Antiga
Realizado de 11 a 14 de maio de 2009, pelo laboratório Noesis, com apoio do PEC-RJ, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. O tema deste ano é : Os Présocráticos e sua influência .
Veja mais detalhes
Seminário OUSIA
Conferência de LAMBROS COULOUBARITSIS ( Un. Libre de Bruxelles) : Le rapport entre la Physique et la Métaphysique d'Aristote; 15 de maio de 2009, às 14h. na sala Celso Lemos, IFCS - UFRJ; Lgo. de São Francisco, n.1, Centro